Convênio Estácio

download (2)Núcleo de Práticas Jurídica (NPJ) da Estácio Curitiba firma convênio com a ABRAME:

A Associação Brasileira de árbitros e mediadores – ABRAME é a nova parceira do Núcleo de Práticas Jurídicas. Convênio Assinado em fevereiro de 2015.

 

O Núcleo de Práticas Jurídicas da Estácio Curitiba (NPJ) trabalha com afinco para oferecer a melhor formação para seus alunos, conciliando teoria e prática. É no NPJ que os alunos exercitam a prática da profissão em diferentes áreas, sempre sob orientação dos professores da Estácio Curitiba. Buscando aprimorar a relação entre os estudantes e seu futuro ambiente profissional, o NPJ busca atualizar suas parcerias, em especial, aquelas que colocam os alunos diante de diferentes realidades.

As ações com a ABRAME iniciam-se no segundo semestre.

Sobre o convênio com a ABRAME, Cristiane também está otimista. “Nossos alunos vão atuar dentro da entidade em atividades de mediação e arbitragem. Ou seja, os alunos terão que mediar as partes em busca de uma solução em comum. Estarão por exemplo, entre a imobiliária e o inquilino que querem resolver um caso pendente”, explica.

Sobre a Estácio

A Estácio, uma das maiores e mais respeitadas organizações educacionais do Brasil completa este ano 45 anos de atuação no segmento de ensino superior. Fundada em 1970 no Rio de Janeiro, a Estácio está, hoje em dia, presente em 22 estados e no Distrito Federal, contando com mais de 527 mil alunos matriculados e uma estrutura de cinco mil colaboradores e nove mil professores.

Cada vez mais comprometida com sua missão de “Educar para Transformar”, a Estácio mantém seus currículos totalmente alinhados com as necessidades do mercado de trabalho e a evolução profissional dos nossos alunos e aposta na tecnologia e na inovação como diferenciais para aprimorar o aprendizado. Respeitadas as regionalidades e a contribuição individual de cada professor, o modelo de ensino da Estácio é nacionalizado e os conteúdos padronizados. Todos os alunos recebem material didático gratuito, de alto nível, em uma cadeia totalmente sustentável.

 

FONTE: NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ESTÁCIO FEV/2015