Serviço Terceirizado de Ouvidoria Independente

Opção preventiva e eficaz para resolução de conflitos

de forma pacífica, sigilosa e imparcial.

 

A Ouvidoria da Abrame garante sigilo absoluto e inviolável

“A confiabilidade é uma questão Ético-Profissional”

 

download (1)

– Assédio Moral     

         – Bullying

                  – Desrespeito

                             – Preconceito

                                        – Violência

                                                 – Outras Ocorrências

 

A OUVIDORIA PROFISSIONAL é um serviço que se

Utiliza do diálogo (mediação) para resolver

Conflitos. Este é um canal seguro para

fazer sua reclamação.

ACESSE através do www.abrame.com.br

 

(Art.2.incisoiii, letras a, b, c, e, d, do Código de Ética da Abrame – atendimento pessoal e Privativo)

 

logomarca_abrame                   ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ÁRBITROS E MEDIADORES

                                                                                       e-mail: abrame@abrame.com.br
                                                                             Al. Julia da Costa, 353 – São Francisco – Curitiba

 

 

 

 

A ABRAME tem o profissional Ouvidor qualificado para atender os usuários e,  as  reclamações destes somente serão efetivadas através do site www.brame.com.br. Os atendimentos são personalizados e privativos com a preservação da ética profissional, com custos irrisórios.

A Ouvidoria Independente trabalha com a filosofia da mediação, qual seja, procura através da escuta dos envolvidos encontrarem quais as questões e problemas que estão por debaixo da posição e pela investigação dos reais interesses, tratamento das emoções, tentativa de criação de opções, utilização de critérios objetivos e analisando qual a melhor alternativa negociada tentar resolver o conflito da melhor maneira possível, principalmente resgatando os laços e evitando novos confrontos.

 

 

OUVIDORIA (OMBUDSMAN)

O termo “Ombudsman” é originalmente Sueco. Na língua Inglesa, o termo foi modificado para “ombudsperson” ou escritório “ombuds”. Um ouvidor “clássico” (ombusdman) é um funcionário publico, independente, de alto nível, responsável dentro do poder legislativo e indicado pela constituição ou previsão legislativa, para monitorar as atividades administrativas do governo.

O Ouvidor tinha o poder para investigar queixas de cidadãos por má administração ou injustiças administrativas, assim como agir por sua própria motivação. O Ouvidor deve reportar questões públicas e recomendar mudanças para prevenir eventuais injustiças administrativas.

Há muitas outras formas de escritórios de ouvidores, mas sua característica comum são a imparcialidade, o poder para investigar e o poder de recomendar. As metas tradicionais do Ouvidor dentro da educação ou de instituição corporativa tem sido o de ser uma autoridade imparcial que investiga casos e faz recomendações para remediar queixas válidas.

As habilidades do Ouvidor para investigar persuasivamente e para atuar em situações públicas são seus recursos de poder. Para ser efetivo, o ouvidor deve ter suficiente segurança do escritório para assegurar sua independência. Em muitas instituições o poder do ouvidor esta baseado na possibilidade de enfrentar o corpo governamental ou o da administração.

Num modelo clássico o escritório do ouvidor é separado do corpo executivo ou administrativo e se reporta diretamente ao corpo que governa a instituição. Outro modelo comum, particularmente dentro da corporação, e num “ouvidor executivo” que se reporta diretamente para o chefe executivo ou administrativo e se reporta diretamente ao corpo que governa a instituição. Outro modelo comum, particularmente dentro da corporação, e num “ouvidor executivo” que se reporta diretamente para o chefe executivo da instituição. O escritório do ouvidor corporativo as vezes segue o modelo do ouvidor executivo. O ouvidor universitário deve ser “executivo” o ouvidor se reporta para o reitor da Universidade ou “clássico” se eles se reportar para conselho que governa a universidade.Um ouvidor institucional ou corporativo tem sido definido como um “gerente imparcial dentro da organização que deve prover assistência informal e confidencial para gerentes e empregados em resolução de interesses concernentes ao trabalho; deve servir como um conselheiro, informal facilitador, formal mediador, informal inquiridor, consultor, prevenidor de problemas e agente de oportunidade e cujo escritório estará localizado ordinariamente fora dos limites da estrutura gerencial”. Sendo “clássico” ou “executivo” o ouvidor compartilha as características de imparcialidade, autoridade investigativa e poder de recomendação. Alguns ouvidores usam mediação e conciliação, outros focam exclusivamente na investigação e na recomendação.