VÍDEO APRESENTAÇÃO – SERVIÇOS ABRAME

 

 

 

 

I CAMARA DE NEGOCIAÇÃO, MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM – ABRAME

*  A ABRAME criou desde 2005, a Câmara de Negociação, Mediação e Arbitragem para

 

images (2)incentivar a utilização desses institutos.

 

1 – MEDIAÇÃO/CONCILIAÇÃO e ARBITRAGEM 

A ABRAME atende Empresas, imobiliárias, Cartórios, Associados ou  Pessoa Física, que podem se beneficiar com a mediação e arbitragem . No caso de pessoa jurídica, basta acrescentar a cláusula da mediação e arbitragem nos contratos sociais.

 

 

C L Á U S U L A     C O M P R O M I S S Ó R I A  ARBITRAGEM – inserida em contratos:


“Qualquer conflito, questão, controvérsia ou litígio originado do presente contrato, inclusive quanto à sua interpretação ou execução, será definitivamente resolvido por arbitragem e/ou Mediação, pela ABRAME – Associação Brasileira de Árbitros e Mediadores, de acordo com o seu regulamento e a Lei 9.307 de 23 de setembro de 1996”.


 

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

C L Á U S U L A     C O M P R O M I S S Ó R I A  MEDIAÇÃO e ou ARBITRAGEM  – inserida em contratos:


“Qualquer conflito, questão, controvérsia ou litígio originado do presente, será resolvido por mediação e/ou arbitragem, pela ABRAME – Associação Brasileira de Árbitros e Mediadores, de acordo com o seu regulamento.”


(aconselha-se que a cláusula seja inserida destacadamente em registro e assinada).

 

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

2 – NEGOCIAÇÃO
É uma modalidade de resolução de conflitos e se utiliza de técnicas modernas para proporcionar às partes a descoberta dos seus reais interesses e a busca de soluções consensuais em que ambas alcancem resultados satisfatórios e cooperativos. Suas principais características são tratamento das questões pessoais, exploração das opções com criatividade, uso de padrões independentes e análise das melhores alternativas negociáveis.

* FORMULÁRIOS: Termos– Arbitragem, Mediação e Negociação   (Para Parceiros e Conveniados)

 

TERMO DE SOLICITAÇÃO DE ARBITRAGEM

 

 

TERMO DE SOLICITAÇÃO DE MEDIAÇÃO/CONCILIAÇÃO
 

 

 TERMO DE SOLICITAÇÃO DE NEGOCIAÇÃO

 

 

___________________________________________________________________________________________________

II  OUVIDORIA PROFISSIONAL

serviço profissional de ouvidoria, com controle de confidencialidade, imparcialidade e independência. Serviço preventivo de problemas com Assédio Moral, Bullying, Desrespeito, Preconceitos, Violência e Outras Ocorrências.

A ABRAME tem o profissional Ouvidor qualificado para atender os usuários e,  as  reclamações destes somente serão efetivadas através do site www.brame.com.br. Os atendimentos são personalizados e privativos com a preservação da ética profissional, com custos irrisórios.

A Ouvidoria Independente trabalha com a filosofia da mediação, qual seja, procura através da escuta dos envolvidos encontrarem quais as questões e problemas que estão por debaixo da posição e pela investigação dos reais interesses, tratamento das emoções, tentativa de criação de opções, utilização de critérios objetivos e analisando qual a melhor alternativa negociada tentar resolver o conflito da melhor maneira possível, principalmente resgatando os laços e evitando novos confrontos.

_________________________________________________________________________________________________

III –  LISTA DE MEDIADORES/ÁRBITROS

Lista de Mediadores/Árbitros – lista de profissionais habilitados e capacitados a executarem serviços profissionais de altíssima qualidade e eficiência;
__________________________________________________________________________________________________

IV – CURSOS

Para formação de mediadores, conciliadores, negociadores, ouvidores, com a finalidade de abranger conhecimentos de comunicação interpessoal, racionalização das emoções nos conflitos e técnicas de negociação. Podem participar quaisquer profissionais, não há necessidade de formação em Direito;

V – ESTÁGIOS 

Visando o aperfeiçoamento da técnica aprendida no curso, através de escritórios modelos de Mediação e Arbitragem, Comissão de Conciliação Prévia Trabalhista, Serviço de Mediação Trabalhista, Serviço de Mediação na Defensoria Pública, Serviço de Mediação no PROCON;
___________________________________________________________________________________________________

VI – ASSESSORIA E CONSULTORIA

Prestamos assessoria e consultoria à câmaras/centros de mediação e arbitragem. Desde abertura da câmara/centros ao funcionamento efetivo

 


* TABELA DE CUSTAS DOS SERVIÇOS ABRAME

 

* A C E S S E    S U B-I T E M    A Q U I

(a)  Tabela de Custas:    ÁRBITRAGEM, MEDIAÇÃO E NEGOCIAÇÃO

(b) Tabela de Custas:    OUVIDORIA

 

 

 

___________________________________________________________________________________________________

VII –   P R O J E T O  S     A B R A M E

Implantação da Mediação Familiar nas Varas de Familia

O Projeto constitui-se da formação das técnicas das Varas de Família (psicólogas e assistentes sociais) através de curso de formação como mediadores, após foi efetivado um estágio com as técnicas que efetivaram o curso (15 funcionários) os quais passaram a atender as conciliações judiciais para a homologação judicial. Começou a funcionar em janeiro de 2000 nas quatro varas de família de CURITIBA, a OAB efetivou a pesquisa em 2002 onde se obteve 85% de aprovação do projeto, as conciliações atingem mais de 80% dos casos atendidos.

Implantação de Câmaras Modelos de Negociação, Mediação e Arbitragem

Iniciado em 2008 o projeto tem como objetivo o funcionamento de câmaras vinculadas às faculdades, aos núcleos de prática jurídica ou outros, integrando os professores e alunos nas funções como Negociadores, mediadores e árbitros.

No funcionamento da arbitragem as Câmaras Modelos funcionarão como meios de aperfeiçoar o exercício profissional porque os professores funcionarão como árbitros presidentes e os alunos como árbitros auxiliares, cada um eleito pelas partes e desenvolverão o processo e a sentença em conjunto, proporcionando o estudo do caso e do direito e principalmente a participação com os micro e pequenos empresários, baixando os custos com qualidade e proporcionando a integração dos alunos com o mercado de modo prático e com exercício da cidadania.

Já está em funcionamento a primeira Câmara junto ao Núcleo de Prática Jurídica da UNIANDRADE.

outras câmaras então em desenvolvimento com outras instituições de ensino.

Serviços voluntários de mediação na Defensoria Pública do Paraná

Implantação de um serviço de técnicas de mediação nas conciliações na  DEFENSORIA PÚBLICA.

Situação: Em funcionamento há 03 anos, desde 2005, atendendo aos assistidos da Defensoria Pública do Paraná,  com mais de 500 casos já atendidos com grande sucesso, com índice de 91% de acordos e rapidez na homologação judicial.

Os Serviços no Procon foram efetivados por 02 anos, encerrado em 2007

Mediadores do PROCON e Defensoria Pública:

Ana Paula Gamborghi – Advogada
Áureo Simões Junior – Advogado
Dariacy Moreira – Psicóloga
Dilma de Cáica Melo Stubert – Comércio Exterior
Dilvete Maria Ribeiro Wolf – Economista
Everaldo Renaux de Araujo – Consultor Seguros
Francisco Dominice – Engenheiro
Gilberto de Souza Nunes – Professor
Guilherme João Muller – Psicologo
Italo Domingos Fioravanti – Economista
Ivo Moreira de Araujo – Advogado
José Carlos Taques Marcantanio – Adm. Empresas
José Roberto Prado – Tecnólogo
Juvelino Fabiani – Economista
Leomar Terezinha Bueno – Psicologa
Luiz Carlos Muller – Publicitário
Marcelino Akyo Kobata – Consultor TI
Marilda Eloy – Pedagoga
Moacyr Visinoni – Advogado
Regina Lucia Rocha – Psicóloga
Rodrigo Amorom B. Santos – Advogado
Rodrigo Trovarelli – Academ. Direito
Teresa Zimermman – Advogada
Gladys Siemens – Teóloga
Jaci Funaki – Contadora

VIII TÉCNICAS DE MEDIAÇÀO NA CONCILIAÇÃO JUDICIAL

Implantação de um serviço de técnicas de mediação nas conciliações nos Juizados Especiais Cíveis de Curitiba, iniciado em 1996.

Dupla Finalidade:

1) Proporcionar estágio prático aos interessados na formação profissional.

2) Implantação do serviço de mediação nos juizados especiais. Funcionando desde 1996, com milhares de casos atendidos, visto que em média trabalhavam voluntariamente nos juizados em torno de 15 mediadores, que atendiam em média de 6 a 10 casos por semana cada um. a média de acordos é de 70% dos casos atendidos com as técnicas da mediação onde são encaminhados os casos mais difíceis para um atendimento especial com tempo e condições ideais.

Situação: Encerrado em 2006;

Integrantes: Áureo Simões Junior (responsável), inúmeros colaboradores: (consulte a associação).